Nome de Utilizador Senha Memorizar Esqueceu a senha? Criar Conta!
Registe-se!
Junta de Freguesia de Fóios
 

Foto do Dia

Morada: Largo da Praça, nº 8,

6320-141 Fóios

Tel.: 271 491 066

Fax: 271 491 066

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email

 

Com o Apoio de:

 Câmara Municipal de Sabugal

Junta de Freguesia de Fóios
 
FAZER BEM SEM OLHAR A QUEM

FAZER BEM SEM OLHAR A QUEM  Na passada quarta-feira, dia 10, do corrente mês de Agosto, por volta das 18 horas, o telefone tocou em minha casa.

Do outro lado falou-me o Sr. Padre Carlos Martins para me dizer que tinha acabado de chegar à sua residência um grupo de jovens, católicas peregrinas, de várias nacionalidades, França, Lituânia, Bélgica, Holanda, China e que tinham como objectivo alcançar Madrid e poderem rezar com o PAPA”.

Ler mais...
 
ACÇÕES DE QUE O POVO GOSTA

ACÇÕES DE QUE O POVO GOSTAA Unidade de Gestão Florestal da Beira Interior Norte (UGFBIN) da Direcção Regional das Florestas do Centro (DRFC) da Autoridade Florestal Nacional (AFN) organizou umas jornadas técnicas no concelho do Sabugal, com particular incidência no Perímetro Florestal do Alto Côa – baldios de Aldeia Velha, de Fóios, de Malcata e de Quadrazais, no dia 12 de Maio de 2011.

Ler mais...
 
OBRIGADO AMIGOS
OBRIGADO AMIGOSNão me restam dúvidas de que quando o homem quer a obra acontece.
No âmbito das jornadas de “geoturismos” que, sob os auspícios da Câmara, foram levadas a efeito no nosso Município, não posso deixar de referir três Técnicos, três bons rapazes do nosso concelho, que desempenharam um excelente papel. Assim houvesse muitos.
 
Ler mais...
 
 
O CÔA FICOU MAIS RICO PDF Imprimir e-mail

O CÔA FICOU MAIS RICOHá cerca de meia dúzia de meses abordei o Sr. Eng.º António Borges, Director de Serviços da Autoridade Florestal Nacional do distrito da Guarda, no sentido de se poder repovoar o rio Côa com espécies de trutas autótenes  (fário).

 

O Sr. Eng.º Eng.º Borges pediu-me para lhe dirigir o pedido por escrito o que de facto aconteceu.

Disse-me que o pedido ficava registado e logo que houvesse oportunidade a acção seria desencadeada. Aconteceu hoje, dia 28 de Agosto de 2011.

Por volta das 10,30 horas chegou a carrinha, proveniente do viveiro de Manteigas, com o recipiente e respectivo oxigénio, que continha mil e duzentas trutas.

O Sr. Eng.º Borges, que havia chegado um pouco mais cedo, comandou as operações e lá fomos cerca de uma dúzia de amigos fazer o desejado repovoamento.

No dia anterior tive o cuidado de ligar ao meu amigo Presidente da Junta de Vale de Espinho a dar-lhe conhecimento do que ia acontecer e pedi-lhe para contactar com o Presidente da Associação de Caça e Pesca dessa mesma freguesia.

Convidei-os a participar na acção e disse-lhes que a Junta de Freguesia e a Associação de Caça de Foios ofereceriam o almoço na sede da ACPF. O convite foi aceite e foi com muito amor e carinho que recebemos e tratámos esses nossos amigos e conterrâneos.

As primeiras cem trutas foram lançadas junto da ponte romana de Vale de Espinho e depois subimos em direcção aos Foios tendo depositado mais, cerca de cem trutas, em onze locais diferentes.

Para que tudo corresse bem e com toda a transparência convidámos alguns pescadores que nos iam indicando os locais que lhes pareciam mais indicados para o efeito.

Confesso que todos ficámos imensamente satisfeito com esta acção que reconhecemos altamente interessante e muito pedagógica.

Este trabalho teve honras de televisão nas pessoas dos amigos Jorge Esteves e Ismael Marcos da RTP 1.
Logo que lhes demos conhecimento do evento manifestaram, de imediato, disposição e vontade para fazerem a respectiva cobertura. Filmaram e entrevistaram técnicos, autarcas e cidadãos das duas localidades.

Quem pretender ver a reportagem que sintonize o canal 1 da RTP, amanhã, quinta feira, a partir das 18 horas.

Interpretando fielmente o sentimento dos associados das duas colectividades, Foios  -  Vale de Espinho, e cidadãos em geral, pretendemos agradecer ao Sr. Eng.º Borges e aos dois trabalhadores dos serviços a forma como conduziram todo o processo sem que nenhuma trutinha (tamanho de um dedo) tivesse morrido.
Fazemos então um apela à consciência das pessoas, de Foios e Vale de Espinho, para que compreendam e respeitem estas acções, não envenenando nem bombardeando estas espécies indefesas.

A Lei existe e todos a deveremos cumprir e respeitar. Quem tenha a ousadia de praticar tais actos de vandalismo que pense duas vezes antes de o fazer. Se a vontade ou necessidade de trutas for assim tão grande que pense que com o dinheiro das bombas ou do veneno poderá ir ao viveiro “Trutalcôa” e comprar uns quilitos para matar os desejos.

Tanto os dois Presidentes de Junta como os Presidentes das duas Associações – José Leal e Tó Coixo – solicitaram ao Sr. Eng.º Borges uma maior vigilância e fiscalização, sobretudo nos meses de Verão, visto ser nessa altura que se praticam as acções de crime e vandalismo.

Vamos procurar ser todos vigilantes e se tivermos conhecimentos de actos de vandalismo deveremos denunciá-los, de imediato, às autoridades para que a justiça possa ser aplicada.

Temos conhecimento de que vai havendo um acréscimo de lontras – espécie predadora – mas o homem continua a ser o predador mais perigoso.

Sensibilize-se e eduque-se o homem já que a Mãe Natureza lá se vai encarregando de fazer o resto, ou seja o equilíbrio ecológico.

José Manuel Campos

 
< Artigo anterior